A segurança da laje é extremamente indispensável. 

A laje é um material que faz parte da estrutura da obra e por essa razão é preciso que ofereça segurança total para ser usada.

A Norma Técnica estabelece diversos itens de segurança, entre os quais, os principais são:

– Traço do concreto;

– Recobrimento da ferragem;

– Cálculo estrutural das ferragens para o tipo de uso específico da laje;

– Carga acidental;

– Carga permanente.

Os itens acima mencionados não podem ser conferidos visualmente, por essa razão é preciso que a compra seja feita em uma empresa idônea e com registro no CREA, na qual se possa confiar integralmente, e que fabrique a laje obedecendo todas as indicações técnicas estabelecidas em Norma.

Um detalhado esquema de colocação deverá acompanhar a laje e ser rigorosamente obedecido, mas em caso de dúvidas, consulte o técnico da empresa.

Fazer uma boa compra não é pagar o menor preço nominal, mas pagar o menor preço por um conjunto de benefícios essenciais.

Uma laje mal especificada, produzida e fornecida em desacordo para o seu uso correto, produz ao longo do tempo vários problemas, tais como:

– Exposição da ferragem da laje, numa segunda fase;

– Deformação do concreto da laje, com apresentação de flecha (embarrigada);

– Trincas nas paredes;

– Risco de desabamento, etc.

Deixe para fazer economia, sem correr riscos na fase de acabamento. Na parte estrutural, a mais importante, faça a coisa certa, garanta-se, e oriente-se sempre com um profissional da área. Não se acanhe em pedir garantias, é um direito seu.

Exija.

Segurança em primeiro lugar.

Fonte:
EASV
Autor:

Engº Civil Gérson Garcia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *